sábado, 24 de agosto de 2013

O aprendiz de Hugo Chávez


Por Bob Sharp

Fonte:  Autoentusiastas

Tava na cara que ia dar caca. De repente, uma cidade pujante e vibrante como São Paulo se vê dirigida por um alcaide com idéias "bolivarianas", típicas do "comandante" Hugo Chávez, que fez de um país rico como a Venezuela um lugar miserável, onde até papel higiênico faltou alguns meses atrás. Logo a Venezuela, um dos grandes produtores de petróleo do mundo, a riqueza que esguicha do solo. Agora a nossa querida São Paulo – sou carioca, como muitos sabem, mas não troco esta cidade pelo Rio de Janeiro – está virando um melée só por conta de idéias populescas, como "pensar duas vezes antes de tirar o carro da garagem", como disse o petista-prefeito Fernando Haddad, que este povo sem noção colocou no poder municipal, depois que mandou pintar faixas exclusivas de ônibus à Bangu, termo usado pelos cariocas para ilustrar qualquer coisa feita sem cuidado e critério. Como eu já disse algumas vezes aqui, a democracia (demos + cratos = poder do povo, palavra que o idioma grego nos deu) tem o dom de poder suicidar. A História o comprova: Jânio Quadros, Fernando Collor, Luiz Inácio da Silva, Dilma Rousseff.

O primeiro abriu o bico apenas sete meses depois de tomar posse, numa renúncia que deixou todos atônitos. O segundo, em que pesem as medidas boas tomadas logo de início, como acabar com a Lei de Reserva  de Informática que travava o nosso desenvolvimento e liberar o cartão de crédito internacional – antes vinha escrito nos cartões Valid only in Brazil, vexame total –, fez a caca de reter os ativos financeiros por 18 meses, deixando muita gente boa em má situação. O terceiro dispensa comentários, levou o país a um mar de lama de corrupção, ocorrendo algo nunca visto na História de país algum: o segundo nome mais importante do governo, o ministro Chefe da Casa Civil, José Dirceu de Oliveira Sobrinho, sair pela porta dos fundos depois de três dias de acusação pelo deputado Roberto Jefferson de ser o chefe de uma coisa chamada mensalão sem que fosse apresentada uma prova documental sequer. E esse terceiro, Luiz Inácio, ao apagar das luzes de 2007, ter insultado – impunemente – os que eram contra a prorrogação de um imposto imoral travestido de "contribuição", de sigla CPMF, chamando-os de sonegadores, mostrando não ter mesmo panca para ser presidente e, de novo, corroborando o lado suicida da democracia, como dar a Presidência da República a alguém que nem síndico de prédio foi. O último, ou última, já começou fazendo caca desrespeitando o idioma pátrio se autodenominando, com lei e tudo, presidenta. Seus pronunciamentos chegam a dar náusea, pela absoluta falta de concatenação de idéias, que é nada, entretanto, perto dos rumos que a nação está tomando, com a volta assustadora da inflação e crescimento do PIB pífio, fora a desvalorização de 33% do real em 1 ano, ao lado de outras mazelas como as reservas cambiais estarem se esvaindo com a inconcebível compra no exterior de derivados de petróleo e até álcool. Brasil, auto-suficiente em petróleo e em seguida passando a grande exportador, membro da Opep, sei...

E agora, Fernando Haddad, prefeito, que dá mostras de total simpatia com o "socialismo bolivariano".


Comentário do Jornal dos Amigos

Os comentários no blog Autoentusiastas vale a pena conferir. Às vezes contraditórios, mas revela realidades de outras cidades. E por falar em governo petista, ouvi hoje no final da tarde pela CBN que o governo Dilma assinou um acordo entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde que define que vinda dos tais “médicos cubanos”. Serão mesmo 4 mil médicos e chegarão imediatamente 400 deles que serão levados aos rincões do Brasil para começarem a fazer o “serviço”. Cadê as Forças Armadas!!! Salve-se quem puder... Torço para que esses cubanos se tornem brasileiros e deem uma banana aos comunistas.


Jornal dos Amigos





0 comentários:

Postar um comentário

Followers

Google+ Followers

Leve nosso QR Code

Leve nosso QR Code