quarta-feira, 30 de outubro de 2013



 
E o pré-sal, quem diria, foi privatizado
 
Por Antonio Tozzi, foi repórter do Jornal da Tarde e do Estado de São Paulo. Vive nos Estados Unidos desde 1996, onde foi editor da CBS Telenotícias Brasil, do canal de esportes PSN, da revista Latin Trade e do jornal AcheiUSA
 
Fonte: Direto da Redação
27 outubro, 2013
 
Miami (EUA) - Depois de acusar o PSDB de ser o partido responsável pela “entrega dos bens do nosso povo” ao capital internacional, o PT, quem diria, está inovando. Em vez de privatizar para uma só empresa e, deste modo, pelo menos, incentivar a competição e a subida de preços dos bens, optou-se por uma solução salomônica que coloca no mesmo balaio todos os prováveis concorrentes que, assim, formaram um consórcio onde todos ganham e o consumidor brasileiro perde.
 
Dirão os governistas empedernidos que isto não é justo porque, afinal, a Petrobras – estatal brasileira de petróleo – é a sócia majoritária e portanto deve assumir o comando do consórcio. Em primeiro lugar, cabe um esclarecimento: a Petrobras, como todos sabemos, é uma empresa de capital misto, com aporte de recursos do governo brasileiro e com investimentos de acionistas mediante a negociação de suas ações nas principais bolsas de valores do mundo.
 
Em segundo lugar, isto é uma falácia. Ora, se os outros parceiros se unirem, eles assumirão o comando do campo de Libra, do pré-sal. E quem são os outros parceiros? Duas empresas capitalistas – a Shell, um consórcio formado por ingleses e holandeses, e a francesa Total – e duas estatais chinesas (CNPC e CNOOC) que abocanharam 10% cada.
 
Único a apresentar proposta, contrariando previsões do governo, o consórcio vai repassar à União 41,65% do excedente em óleo extraído do campo – percentual mínimo fixado pelo governo no edital.
Nesse leilão, vencia quem oferecesse ao governo a maior fatia de óleo – o regime se chama partilha porque as empresas repartem a produção com a União.
 
O consórcio vencedor também terá que pagar à União um bônus de assinatura do contrato de concessão no valor de R$ 15 bilhões. Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), esse valor deve ser pago de uma vez. O pagamento tem que estar depositado para que o contrato seja assinado – o que Magda Chambriard, diretora geral da agência, previu que aconteça em cerca de 30 dias. A Petrobras deverá arcar com 40% desse pagamento.
O governo está chamando o leilão de sucesso, mas vem recebendo críticas dos dois lados. Os ultra esquerdistas estão dizendo que o PT é um partido capitalista como os outros e somente quer “vender” os bens do povo brasileiro para as multinacionais. Do outro lado, a crítica é a de que o leilão foi um jogo de cartas marcadas no qual se impediu a livre concorrência e consequentemente a auferição demais retorno ao governo brasileiro pela negociação obtida com o leilão. Segundo os analistas, se houvesse mais disputa o repasse à União poderia superar os 41,65% do excedente em óleo extraído do campo.
 
A exploração do campo de Libra, leiloado esta semana, deve dobrar as reservas nacionais de petróleo, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP). A agência estima que o volume de óleo recuperável na exploração de Libra seja de 8 bilhões a 12 bilhões de barris – as reservas nacionais são hoje de 15,3 bilhões de barris. As reservas de gás somam atualmente 459,3 bilhões de metros cúbicos e também devem duplicar com Libra.
O campo de Libra fica na chamada Bacia de Santos, a cerca de 170 quilômetros do litoral do estado do Rio de Janeiro. A sua área é de cerca de 1.500 quilômetros quadrados. De acordo com o governo, é a maior área para exploração de petróleo do mundo. E com a vantagem de o óleo no campo de Libra ser do tipo leve, com maior valor no mercado.
 
Sem entrar em mais detalhes técnicos, porque não sou geólogo nem engenheiro petroquímico, o que ficou claro é como mudou o discurso do PT na oposição e na situação. Antes defendiam teses ultrapassadas e o estatismo a todo custo. Agora, no poder, entraram firme no jogo capitalista (o que, convenhamos, representa uma evolução) e nem admitem qualquer tipo de greve ou protesto. Até mesmo tropas de exército foram convocadas para impedir as manifestações contra o leilão do campo de Libra do pré-sal.
 
Não é à toa que o PT vem perdendo cada vez mais adeptos. A primeira desilusão se deu entre os intelectuais. Em seguida, foi a vez da esquerda mais radical, que migrou para o PSTU e PSOL. Depois foi a vez dos militantes ligados a Igreja Católica que também começaram a se afastar e, por fim, os ambientalistas também saíram a partir do desligamento da senadora Marina Silva do partido. Ou seja, quem ficou basicamente foram os sindicalistas, acostumados a conchavos e a mamar nas tetas do governo. Tanto que não querem largar o osso de jeito nenhum.
 
Como se vê, nada como o poder para mudar as pessoas. O PT é a prova mais bem acabada da saga orwelliana retratada em Revolução dos Bichos. Depois de morto o opressor, os que assumiram o poder repetiram os mesmos erros e as mesmas visões de subjugar os mais fracos como antes fazia o antecessor.
 
Comentário do Jornal dos Amigos
 
A Petrobras mantem os preços de seus produtos bem abaixo do que a prudência empresarial recomenda. Isso até pode ser bom para nós, mas não é bom para o meio ambiente com veículos amontoados nas ruas. Uma elevação de preços colocaria um pouco de ordem no trânsito. Há quem acredite que elevação dos preços dos combustíveis vai alimentar a inflação em sua cadeia produtiva, mas tudo se acomoda. A lei da oferta e da procura coloca ordem nos preços.  Agora, a manutenção de preços só descapitaliza a empresa, que poderia melhorar o nível de investimentos para um posicionamento expressivo na participação de Libra. E quando os resultados virão? A resposta está com o tempo, a politica e a competência. Quanto a charge lá em cima, a cara do Eduardo é de quem imagina que quer ver a perereca verde...
Jornal dos Amigos

sábado, 26 de outubro de 2013

Alerta Total






Posted: 25 Oct 2013 02:35 AM PDT


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Um governo com avaliação positiva de apenas 38%, mesmo percentual dos que não votariam em Dilma Rousseff “de jeito nenhum” e a vontade manifesta de 60% dos eleitores em não quererem dar um segundo mandato a atual presidenta foram os três dados da recente pesquisa Ibope sobre a sucessão presidencial que mais chamaram a atenção dos marketeiros governistas. Apesar da máquina de poder e da propaganda oficial operando a toda energia, o governo não é bem visto.

Nem precisava fazer pesquisa para constatar que Dilma Rousseff é favorita à reeleição Presidencial. Os principais adversários da Dilma, até agora, se mostram inexpressivos, popular e politicamente. Assim, segundo o Ibope, para alegria da petralhada, Dilma continuaria no posto de absolutista republicana no troninho de ouro do Palácio do Planalto. Venceria a eleição no primeiro turno, se a disputa fosse agora – conforme a pesquisa Ibope realizada nos dias 17 a 21 de outubro, em 143 municípios.

Com visíveis dificuldades de decolagem na disputa de 2014, Aécio Neves tentou minimizar o triunfo antecipado da petista: “O fato relevante é que a avaliação positiva do governo é de apenas 38%. Um fraco desempenho frente ao enorme esforço da propaganda oficial, com uso de campanhas milionárias, sucessivas convocações de rede nacional de TV e rádio, um intensivo roteiro de viagens como candidata e anúncios superestimados de resultados do governo. Apesar de tudo isso, essa pesquisa confirma o que todas as outras vêm apontando: cerca de 60% dos eleitores não querem dar um segundo mandato a atual presidente".

No cenário induzido, enfrentando Aécio Neves, pelo PSDB, e Eduardo Campos, pelo PSB, Dilma faturaria 41% das intenções de voto, enquanto o tucano teria 14% e o socialista 10%. Com Marina Silva na disputa – o que não vai acontecer, a Dilma teria 39%, enquanto a ex-ministra do meio ambiente petista teria 21% e Aécio apenas 13%. Na pesquisa espontânea, Dilma Rousseff também venceria, com 21% das intenções de voto. Depois dela, segundo o Ibope, vem o nome do Presidentro Luiz Inácio Lula da Silva, com 7%. Marina Silva teria 6%, Aécio Neves 5% e José Serra 4%. Apenas 2% citaram Eduardo Campos entre as 2002 pessoas ouvidas pelo Ibope.

No quesito rejeição, José Serra seria o “vencedor”. Nada menos que 47% responderam que não votariam nele de jeito nenhum para presidente. A favoritíssima Dilma aparece neste quesito com desgastantes 38% de rejeição. Sorte dela que os adversários também são rejeitados, igualmente, pelo eleitorado. Aécio (40%), Eduardo (39%) e Marina (31%). A margem de erro da pesquisa, segundo o Ibope, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

De matar de rir é o comentário triunfalista do radicalóide presidente do PT: “A pesquisa de hoje é animadora, muito embora pesquisa reflita o momento, e não pode nos levar ao salto alto e a subestimar os adversários, que são poderosos e têm apoio da grande mídia monopolizada”. Falcão ainda tira onda e avalia que a pesquisa Ibope ainda não captou os efeitos do leilão do megacampo de Libra, da liberação de R$ 13 bilhões para pavimentação e saneamento no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), e medidas de desburocratização para a criação de pequenas empresas.

O fato concreto, já repetido pelo Alerta Total, é que Dilma só perde a eleição se a Oligarquia Financeira Transnacional – que controla e coloniza o Brasil ideológica e economicamente – não quiser. Até agora, não há sinais de que exista uma vontade dos controladores globalitários em apear a petralhada do poder. Mas, até outubro de 2014, embora seja pouco provável, isto até pode acontecer. Pelos nomes em disputa, ou fica o PT ou permanece o cenário de poder com candidatos de linha socialista Fabiana, na linha que interessa à Nova Ordem Mundial.

Portanto, não faz diferença alguma o resultado da corrida de jegues de 2014, disputada no hipódromo virtual das urnas eletrônicas do cassino do Al Capone. Não importa quem vença ou se o PT continuará no poder. Em decomposição moral e cada vez mais sem soberania, Brasil continuará perdendo. Um país governado por ideias fora do lugar e sem vontade de fazer um projeto nacional de desenvolvimento é condenado ao subdesenvolvimento e a à vanguarda do atraso civilizatório.

É lamentável, mas necessário repetir. O Brasil já era! E a Era do PT parece longe de acabar. A reeleição de Dilma é quase inevitável. A Oligarquia Financeira Transnacional ameaçou trocar a petralhada por algum candidato socialista Fabiano, tipo Eduardo Campos, Marina Silva ou Aécio Neves. No entanto, há sinais de que a troca não deva acontecer.

A marionete Dilma continua e continuará encenando direitinho o teatrinho de seus controladores globalitários. Seu prêmio: mais quatro anos de ilusão no poder. O azar é nosso! A riqueza é cada vez mais deles!

Briga dos donatários

Nova Censura petralha à vista


Crianças publicando

Irmã Joana Serrão convida para o lançamento de seu primeiro livro, aos 6 anos e 10 meses de idade... Parabéns aos diretores e professores do Colégio Italo Brasileiro. 

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Outubro de 2013.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Humberto de Luna Freire Filho


A dona Dilma, do alto de sua arrogância, ou de pura ignorância, declarou em Itajubá (MG) que seus prováveis adversários, na disputa pela presidência, precisam se preparar e "estudar muito". Uma bela piada só contada e publicada aqui, na república de Macunaíma governada durante oito anos pelo autodidata Exu de Garanhuns.

Estudar o que presidenta? Seria por exemplo...como assaltar bancos? Como explodir pessoas? Como sequestrar e torturar inocentes? Como aliciar corruptos nos porões do Congresso? Como transformar a Casa Civil da presidência em um prodigioso balcão de negócios? Como formar quadrilhas para roubar o erário sem ser flagrado? Como desestruturar um país em nome de uma ideologia ultrapassada? Como segregar um país, criando minorias com a finalidade de melhor dominar? Como inverter valores, onde um presidiário ganha CR$ 950 reais e um cidadão que trabalha ganha CR$ 750 reais?

Seria como criar ministérios para alojar bandidos da pior espécie, subservientes a um governo corrupto? Como destruir as maiores empresas do país, transformando-as em chiqueiro a serviço do governo?  Como criar programas, ditos de inclusão social, para disfarçar compra de votos em um país de miseráveis e de semianalfabetos, com a finalidade de se manter no poder por tempo indeterminado? Como se juntar à escória política do planeta e fazer proselitismo contra os países do primeiro mundo, ditos capitalistas?

Como distribuir os nossos impostos entre déspotas africanos? "Presidenta", que "muito estudo" a senhora teve ou tem para ocupar o cargo? Não foi o mesmo que teve Tiririca, o deputado federal mais votado na história desse pobre país?

Sua eleição para dirigir essa republiqueta e a do deputado para ser palhaço no Congresso, foram simplesmente o triste resultado da crônica falta de investimento em educação. Em uma país sério a senhora nunca seria "presidenta" e levando-se em conta o seu passado, a senhora estaria cumprindo prisão perpétua. Isto se ainda estivesse viva.


Humberto de Luna Freire Filho é Médico


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O QUE ACONTECEU COM CUBA?

Entre 1825 e 1897, entre 60 e 75% de toda a renda bruta que a Espanha recebeu do exterior vieram de Cuba.
Antes do final do Século XVIII Cuba aboliu as touradas por considerá-las "impopulares, sanguinárias e abusivas com os animais".
O primeiro bonde que circulou na América Latina foi em Havana em 1900.
Também em 1900, antes de qualquer outro país na América Latina foi em Havana que chegou o primeiro automóvel.
A primeira cidade do mundo a ter telefonia com ligação direta (sem necessidade de telefonista) foi em Havana, em 1906.
Em 1907, estreou em Havana o primeiro aparelho de Raios-X em toda a América Latina.
Em 19 maio de 1913 quem primeiro realizou um vôo em toda a América Latina foram os cubanos Agustin Parla e Rosillo Domingo, entre Cuba e Key West, que durou uma hora e quarenta minutos.
O primeiro país da América Latina a conceder o divórcio a casais em conflito foi Cuba, em 1918.
O primeiro latino-americano a ganhar um campeonato mundial de xadrez foi o cubano José Raúl Capablanca, que, por sua vez, foi o primeiro campeão mundial de xadrez nascido em um país subdesenvolvido. Ele venceu todos os campeonatos mundiais de 1921-1927.
Em 1922, Cuba foi o segundo país no mundo a abrir uma estação de rádio e o primeiro país do mundo a transmitirum concerto de música e apresentar uma notícia pelo rádio.
A primeira locutora de rádio do mundo foi uma cubana: Esther Perea de la Torre. Em 1928, Cuba tinha 61 estações de rádio, 43 deles em Havana, ocupando o quarto lugar no mundo, perdendo apenas para os EUA, Canadá e União Soviética. Cuba foi o primeiro no mundo em número de estações por população e área territorial.
Em 1937, Cuba decretou pela primeira vez na América Latina, a jornada de trabalho de 8 horas, o salário mínimo e a autonomia universitária.
Em 1940, Cuba foi o primeiro país da América Latina a ter um presidente da raça negra, eleita por sufrágio universal, por maioria absoluta, quando a maioria da população era branca. Ela se adiantou em 68 anos aos Estados Unidos.
Em 1940, Cuba adotou a mais avançada Constituição de todas as Constituições do mundo. Na América Latina foi o primeiro país a conceder o direito de voto às mulheres, igualdade de direitos entre os sexos e raças, bem como o direito das mulheres trabalharem.
O movimento feminista na América Latina apareceu pela primeira vez no final dos anos trinta em Cuba. Ela se antecipou à Espanha em 36 anos, que só vai conceder às mulheres espanholas o direito de voto, a posse de seus filhos, bem como poder tirar passaporte ou ter o direito de abrir uma conta bancária sem autorização do marido, o que só ocorreu em 1976.
Em 1942, um cubano se torna o primeiro diretor musical latino-americana de uma produção cinematográfica mundial e também o primeiro a receber indicação para o Oscar norte-americano. Seu nome: Ernesto Lecuona.
segundo país do mundo a emitir uma transmissão pela TV foi Cuba em 1950. As maiores estrelas de toda a América, que não tinham chance em seus países, foram para Havana para atuarem nos seus canais de televisão.
O primeiro hotel a ter ar condicionado em todo o mundo foi construído em Havana: o Hotel Riviera em 1951.
O primeiro prédio construído em concreto armado em todo o mundo ficava em Havana: O Focsa, em 1952.
Em 1954, Cuba tem uma cabeça de gado por pessoa. O país ocupava a terceira posição na América Latina (depois de Argentina e Uruguai) no consumo de carne per capita.
Em 1955, Cuba é o segundo país na América Latina com a menor taxa de mortalidade infantil (33,4 por mil nascimentos).
Em 1956, a ONU reconheceu Cuba como o segundo país na América Latina com as menores taxas de analfabetismo (apenas 23,6%). As taxas do Haiti era de 90%; e Espanha, El Salvador, Bolívia, Venezuela, Brasil, Peru, Guatemala e República Dominicana 50%.
Em 1957, a ONU reconheceu Cuba como o melhor país da América Latina em número de médicos per capita (1 por 957 habitantes);, com o maior percentual de casas com energia elétrica, depois Uruguai; e com o maior número de calorias (2870) ingeridas per capita.
Em 1958, Cuba é osegundo país do mundo a emitir uma transmissão de televisão a cores.
Em 1958, Cuba é o país da América Latina commaior número de automóveis (160.000, um para cada 38 habitantes). Era quem mais possuía eletrodomésticos. O país com o maior número de quilômetros de ferrovias por km2 e o segundo no número total de aparelhos de rádio.
Ao longo dos anos cinqüenta, Cuba detinha o segundo e terceiro lugar em internações per capita na América Latina, à frente da Itália e mais que o dobro da Espanha.
Em 1958, apesar da sua pequena extensão e possuindo apenas 6,5 milhões de habitantes, Cuba era 29ª economia do mundo.
Em 1959, Havana era a cidade do mundo com omaior número de salas de cinema: (358) batendo Nova York e Paris, que ficaram em segundo lugar e terceiro, respectivamente.

E depois o que aconteceu?

Veio a Revolução... comunista! e hoje... Resta o desespero de uma população famintasem liberdade nem mesmo de abandonar o país, sem dignidade, onde a atividade que mais emprega é a prostituição.
Esse mesmo regime que destruiu CUBA é o projeto petista para o Brasil.

O pior é que por desconhecimento, muitos ainda apoiam esse partido.


terça-feira, 22 de outubro de 2013

Por Marco Antonio Villa, historiador

O lulismo vai deixar sinais indeléveis no Estado brasileiro. E, pelo visto, deve permanecer no poder até, no mínimo, 2018. Inexiste setor do Estado em que não tenha deixado sua marca. A eficácia na tomada do aparelho estatal é parte de um projeto de manietar o país, de controlar os três poderes.

O grande empresariado foi se transformando em um dos braços do Estado. A cada dia aumentou sua dependência dos humores governamentais. Ter uma boa relação com o Palácio do Planalto virou condição indispensável para o sucesso. O empresário se tornou capitalista do capital alheio, do capital público. Para a burguesia lulista, nenhum empreendimento pode ter êxito sem a participação dos fundos de pensão dos bancos e empresas estatais, dos generosos empréstimos do BNDES e da ação direta do governo criando um arcabouço legal para facilitar a acumulação de capital — sem esquecer as obras no exterior, extremamente lucrativas, de risco inexistente, onde a empresa recebe de mão beijada, sem concorrência, como as realizadas na África e na América Latina.



A petrificação da pobreza se transformou em êxito. Coisas do lulismo. As 14 milhões de famílias que recebem o benefício do Bolsa Família são, hoje, um importante patrimônio político. Se cada família tiver, em média, 4 eleitores, estamos falando de 1/3 do eleitorado. A permanência ad aeternum no programa virou meio de vida. E de ganhar eleição. Que candidato a presidente teria coragem de anunciar o desejo de reformar o programa estabelecendo metas de permanência no Bolsa Família?

A máquina do Estado foi inchada por milhares de petistas e neopetistas. Além dos quase 25 mil cargos de assessoria, nos últimos onze anos foram admitidos milhares de novos funcionários concursados — portanto, estáveis. Diversamente do que seria razoável, a maior parte não está nas áreas mais necessitadas. Um bom (e triste) exemplo é o das universidades federais. Foi realizada uma expansão absolutamente irresponsável. Faculdades, campi, cursos, milhares de funcionários e docentes, para quê? Havia algum projeto de desenvolvimento científico? A criação dos cursos esteve vinculada às necessidades econômicas regionais? Foi realizado algum estudo das carências locais? Ou tudo não passou, simplesmente, de atendimento de demandas oligárquicas, corporativas e para dourar os números do MEC sobre o total de universitários no país?



Sem ter qualquer projeto para o futuro, foi acentuado o perfil neocolonial da nossa economia. Vivemos dependentes da evolução dos preços das commodities no mercado internacional — e rezando para que a China continue crescendo. Não temos uma política industrial. O setor foi perdendo importância. O investimento em ciência e tecnologia é ínfimo. A chamada nova economia tem importância desprezível no nosso PIB. A qualificação da força de trabalho é precária. Convivemos com milhões de analfabetos como se fosse um dado imutável da natureza.

A política externa amarrou o destino do Brasil a um terceiromundismo absolutamente fora de época. Nos fóruns internacionais, o país se transformou em aliado preferencial das ditaduras e adversário contumaz dos Estados Unidos. Abandonamos o estabelecimento de acordos bilaterais para fomentar o comércio. Enquanto o eixo dinâmico do capitalismo foi se transferindo para a região Ásia-Pacífico, o Brasil aprofundou ainda mais sua relação com o Mercosul. Em vez de buscar novas parcerias, optamos por transformar os governos bolivarianos em aliados incondicionais.



Entre os artistas, a dependência estatal foi se ampliando. Uma simples peça de teatro, um filme, um show musical, nada mais é realizado sem que tenha a participação do Estado, direta ou indiretamente. Ter bons relações com o lulismo virou condição indispensável para a obtenção de “apoio cultural”. Nunca na história republicana artistas foram tão dependentes do governo — nem no Estado Novo. E cumprem servilmente o dever de obediência ao governo, sem qualquer questionamento.

O movimento sindical foi apresado pelo governo. Os novos pelegos controlam com mão de ferro “seus” sindicatos. Recebem repasses milionários sem ter de prestar contas a nenhum organismo independente. Não vai causar estranheza se o Congresso — nesta escalada de reconhecer novas profissões — instituir a de sindicalista. A maioria dos dirigentes passou rapidamente pela fábrica ou escritório e está há décadas “servindo” os trabalhadores. Ser sindicalista virou um instrumento de ascensão social. E caminho para alçar altos voos na política.



O filé mignon do sindicalismo são os fundos de pensão das empresas e bancos estatais. Seus diretores — do dia para a noite — entraram no topo da carreira de profissionais do mercado financeiro. Recebem salários e bonificações de dar inveja aos executivos privados. Passam a conviver com a elite econômica. São mimoseados pela burguesia financeira de olho nos recursos milionários dos fundos. Mas ser designado para a direção do Fundo de Amparo ao Trabalhador é o sonho dourado dos novos pelegos.

Em meio a esta barafunda, não causam estranheza o ataque, o controle e a sujeição do Supremo Tribunal Federal à horda lulista. Os valores éticos e republicanos não combinam com sua ação política. Daí a necessidade de aparelhar todas as instâncias do Estado. E colocá-las a seu serviço, como já o fez com o Congresso Nacional; hoje, mero puxadinho do Palácio do Planalto.



Na república lulista, não há futuro, só existe o tempo.


Comentário do Jornal dos Amigos

Veja o vídeo “Brasil: um salto para o comunismo - Propaganda do PT 2013”. É uma coletânea de comentários dos principais âncoras da TV. Tem que ter estômago para assistir e se convencer da eminente comunização do país. Nossa torcida é para que 2014 não se consolide o fato. Somos assinantes de jornal e revista especializados em economia e negócios. É impressionante como aparece novos empreendimentos tocados por jovens talentos, seja homem ou mulher. Definitivamente a livre iniciativa não combina com estado comunista e totalitário.


Jornal dos Amigos



domingo, 20 de outubro de 2013

Você tinha dúvidas quanto à origem dos baderneiros?

Tá tudo aí. Porque não apuram?

Por Reinaldo Azevedo

O PT tenta promover hoje a bagunça em São Paulo. Um dos principais agitadores do protesto é um sujeito chamado Raimundo Vieira Bonfim. Quem é? Deixemos que ele próprio se identifique, como faz em seu perfil no Twitter.



Isso mesmo! É advogado e coordenador-geral de uma tal “Central de Movimentos Populares”. Até aí, bem, né? Ele poderia ser apenas um abnegado, interessado no bem coletivo. A gente sabe como existem verdadeiros mártires da causa popular, certo?

Ocorre que Bonfim é um quadro do PT. Chegou à Assembleia Legislativa em 1995 como funcionário do então deputado estadual Paulo Teixeira, hoje deputado federal. Bonfim é funcionário da liderança do PT na Assembleia e tem um salário em nada popular: R$ 11.380,00, pagos religiosamente pelo povo.

É a expressão mais acabada do que costumo chamar de “democracia sob cabresto” ou de “democracia tutelada”. Por quê? Movimentos que poderiam ser, vá lá, a expressão genuína e legítima ou de minorias ou de populações vulneráveis nada mais são do que uma franja de um partido político. Ou esse partido se apodera de uma organização popular, aparelhando-a, ou se oferece para o serviço da “cafetinagem” ideológica.

A independência de Bonfim fica evidente, por exemplo, na foto em que faz uma “caminhada” ao lado do então candidato à Prefeitura Fernando Haddad ou em que posa diante da estrela do seu partido. A página do PT na Assembleia faz a convocação para o protesto e avisa que o tal Bonfim estará na Casa (que lhe paga o salário), com a sua tropa, para protestar contra o governo Alckmin etc. e tal.



Coroamento   OLHA SÓ A CARA DO SAFADO

É isto: o chefão dos “movimentos populares” é regiamente pago pela Assembleia Legislativa para servir aos interesses eleitorais do PT e fingir que fala em nome do povo.
Por Reinaldo Azevedo


segunda-feira, 7 de outubro de 2013

84% clamam: VOLTA LULA!


Como disse Marcelo Madureira: “Vai demorar gerações para corrigir o mal que esse picareta fez ao Brasil,  principalmente à juventude.” 
É só andar pelas ruas de qualquer cidade para comprovar essa declaração.

O prolongado silêncio do mais falante ex presidente, a fabulosa participação popular nas ruas e a providencial presença do Papa, encarnação viva da maioria cristã no Brasil, referendaram o colossal clamor do: VOLTA LULA!
84% CLAMAM: VOLTA LULA!
VOLTA LULA! e traga de volta as DUAS REFINARIAS que VOCÊ DOOU para a BOLIVIA!
VOLTA LULA! e traga de volta os 1,2 BILHÕES DE DÓLARES que VOCÊ “EMPRESTOU” para HUGO CHAVEZ!
VOLTA LULA! e traga de volta os  BILHÕES DE DÓLARES que VOCÊ MANDOU para CUBA, HAITI E OUTROS QUE AQUI TAMBÉM TEM CRIANÇAS MORRENDO DE ANEMIA
VOLTA LULA! e traga de volta os  10,6 BILHÕES DE REAIS que VOCÊ EMPRESTOU para o EIKE BATISTA (SEU TESTA DE FERRO) E QUE AGORA ESTÁ EM SITUAÇÃO PRÉ-FALIMENTAR!
VOLTA LULA! e traga de volta os  25 MILHÕES DE EUROS que VOCÊ LEVOU com a ROSE para PORTUGAL   
Volta Lula, e explica o MENSALÃO;
 Volta Lula, e explica o fenômeno “ROSE”;
 Volta Lula, e explica os 6.000 médicos cubanos;
 Volta Lula, e explica a falência do SUS;
Volta Lula e explica onde foi parar a reabilitação da industria naval brasileira
Volta Lula e explica os 4,8 bilhões gastos na transposição do Rio São Francisco
 Volta Lula, e explica os 0,20 centavos mais caros do planeta;
 Volta Lula e explica os 39 ministérios;
  Volta Lula, e explica a falência da Petrobras;
Volta Lula e explica os 20% de inadimplência do programa eleitoral "minha casa minha vida" que os brasileiros que trabalham terão que pagar. Observe também que a taxa de inadimplência de 16% gerou a crise imobiliária de 2007 dos Estados Unidos.
Volta Lula e explica o que aconteceu com o óleo de mamona que ia ser a independência energética do Brasil
Volta Lula, e explica, o PRE-SAL;
Volta Lula, e explica essa sua criação, o poste “DILMA” que você plantou em Brasilia...
Volta Lula e explica como você fez para nomear oito ministros do supremo, coisa que nem presidente militar conseguiu.
Volta Lula e explica porque o ministro do supremo Roberto Barroso passou a semana passada (16 a 21/9/013) tentando explicar o contrato milionário que o governo  por meio da Eletronorte,  concedeu recentemente sem licitação, a seu escritório de advocacia do Rio de Janeiro.
 Milhões de Brasileiros estão decepcionados: O LULA ESTÁ MUDO! 
Todos sabem que, se o Lula se explicar, O PT E OS ALIADOS SERÃO TRANCAFIADOS!
                                                 PEÇO MASSIVA DIVULGAÇÃO!





domingo, 6 de outubro de 2013

DILMA não gostou da TRADUTORA que o ITAMARATY contratou para acompanha-la em sua recente viagem para a RÚSSIA.
No retorno da viagem, para se vingar do Itamaraty pela viagem pífia, ela “ABANDONOU  a TRADUTORA no AEROPORTO da Cidade do PANAMÁ”, sem os DOCUMENTOS (PASSAPORTE e IDENTIDADE) e sem as MALAS.
Durante a escala no PANAMÁ para REABASTECER o AIRBUS,  a TRADUTORA aproveitou e desembarcou para procurar uma FARMÁCIA no AEROPORTO. Entretanto, o  reabastecimento demorou menos que previsto e DILMA MANDOU o AVIÃO DECOLAR mesmo SABENDO que a referida TRADUTORA ainda não havia retornado à aeronave.
Enquanto o AIRBUS taxiava para a decolagem, ASSESSORES menos radicais, tentaram ponderar que a TRADUTORA sem DOCUMENTOS e sem as MALAS teria muitos PROBLEMAS no PANAMÁ para voltar ao BRASIL, mas DILMA  não se comoveu e RINDO MUITO usou a seguinte expressão:
O PROBLEMA é DELA, ELA QUE SE VIRE
Os colegas da TRADUTORA e  DIPLOMATAS do ITAMARATI ficaram muito revoltados.

Jornalista Claudio Humberto – Jornal do Comércio de PE

Erro! O nome de arquivo não foi especificado.
Além de PÉSSIMA ADMINISTRADORA, é também MAU CARÁTER, o que já se espera de uma TERRORISTA que já ROUBOU, ASSALTOU, e MATOU INOCENTES.



A PERMANÊNCIA de um PARTIDO POLÍTICO no PODER propicia o
estabelecimento de uma DITADURA.  A ALTERNÂNCIA de PARTIDOS
no PODER FORTALECE e CONSOLIDA a DEMOCRACIA

e preserva a LIBERDADE da POPULAÇÃO.



sábado, 5 de outubro de 2013

Vamos relembrar
1985 -
 
O PT É CONTRA A ELEIÇÃO DE TANCREDO NEVES E EXPULSA OS
DEPUTADOS QUE VOTARAM NELE.
 
 
1988 -
 
O PT VOTA CONTRA A NOVA CONSTITUIÇÃO QUE MUDOU O RUMO DO BRASIL.
 
 
1989 -
 
O PT DEFENDE O NÃO PAGAMENTO DA DÍVIDA BRASILEIRA, O QUE
TRANSFORMARIA O BRASIL NUM CALOTEIRO MUNDIAL.
 
1993 -
 
PRESIDENTE ITAMAR FRANCO CONVOCA TODOS OS PARTIDOS PARA UM
GOVERNO DE COALIZÃO PELO BEM DO PAÍS. O PT FOI CONTRA E NÃO
PARTICIPOU.
 
 
1994 -
 
O PT VOTA CONTRA O PLANO REAL E DIZ QUE A MEDIDA É ELEITOREIRA.
 
 
1996 -
 
O PT VOTA CONTRA A REELEIÇÃO. HOJE DEFENDE.
 
1998 -
 
O PT VOTA CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA TELEFONIA, MEDIDA QUE HOJE
NOS PERMITE TER ACESSO A INTERNET E MAIS DE 150 MILHÕES DE LINHAS
TELEFÔNICAS.
 
1999 -
 
O PT VOTA CONTRA A ADOÇÃO DO CÂMBIO FLUTUANTE.
 
1999 -
 
O PT VOTA CONTRA A ADOÇÃO DAS METAS DE INFLAÇÃO.
 
2000 -
 
O PT LUTA FEROZMENTE CONTRA A CRIAÇÃO DA LEI DA
RESPONSABILIDADE FISCAL, QUE OBRIGA OS GOVERNANTES A GASTAREM APENAS O
QUE ARRECADAREM, OU SEJA, O ÓBVIO QUE NÃO ERA FEITO NO BRASIL.
POR QUE  SERÁ?
 
 
2001 -
 
O PT VOTA CONTRA A CRIAÇÃO DOS PROGRAMAS SOCIAIS NO GOVERNO
FERNANDO HENRIQUE CARDOSO:
BOLSA ESCOLA, VALE ALIMENTAÇÃO, VALE GÁS,
PETI E OUTRAS BOLSAS SÃO CLASSIFICADAS COMO ESMOLAS ELEITOREIRAS E
INSUFICIENTES.
 
 
QUASE TODA ESTRUTURA SÓCIO-ECONÔMICA DO BRASIL FOI CONSTRUÍDA NO
PERÍODO LISTADO ACIMA.
 
O PT FOI CONTRA TUDO E CONTRA TODOS.
 
HOJE ROUBAM TODOS OS AVANÇOS QUE OS OUTROS PARTIDOS PROMOVERAM E POSAM
COMO OS ÚNICOS CONSTRUTORES DE UM PAÍS DEMOCRÁTICO.
 
JÁ QUE O PT FOI CONTRA TUDO E CONTRA TODOS DESDE A SUA FUNDAÇÃO, FICA
UMA PERGUNTA PARA QUE OS LEITORES RESPONDAM:
 
EM 10 ANOS DE GOVERNO, QUAIS AS REFORMAS QUE O PT PROMOVEU NO BRASIL
PARA MUDAR O QUE OS SEUS ANTECESSORES DEIXARAM?
 
Lembre-se:
 
 
"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim".
 
 
Esta é uma comunicação oficial do Instituto Endireita Brasil.
Reenvie imediatamente esta mensagem para toda a sua lista.
 
o Brasil agradece.
 
Hoje somos apenas 8.898, poderemos ser milhões, colabore!...
 
 
 
Envie para seus contatos.



Followers

Google+ Followers

Leve nosso QR Code

Leve nosso QR Code