domingo, 11 de janeiro de 2015



O desabafo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aconteceu durante jantar com senadores do PT, onde cobrou do partido e do governo uma mudança no discurso e uma atenção especial a São Paulo e ao Nordeste. Na ocasião, Lula afirmou que o partido, hoje, não tem o que dizer aos eleitores que estarão com 18 anos em 2018 e votarão pela primeira vez para presidente. “Essa geração está nas redes sociais vendo o massacre que estamos sofrendo, acuados por acusações de corrupção”, reclamou Lula, segundo um interlocutor.


De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em três anos, 3,46 milhões de brasileiros terão entre 18 e 19 anos e estarão aptos a votar pela primeira vez. Se forem levados em conta os jovens com 16 e 17 anos — quando o sufrágio é facultativo —, o número crescerá para 6,95 milhões de eleitores. Em 2014, Dilma venceu seu adversário no segundo turno por uma diferença menor que a metade destes eleitores.


O temor de Lula faz sentido, considerando que a juventude de hoje está muito mais sintonizada com os valores democráticos do mundo livre do que com os regimes comunistas de Cuba e Venezuela, modelo que Lula pretende implantar no país, caso seja eleito em 2018.


Segundo Lula, esses eleitores estão testemunhando a natureza corrupta do PT: “O que eles veem? Mensalão, petrolão, petistas presos, a oposição querendo dizer que nós roubamos mais do que eles”, disse o cacique petista, lembrando que quando se elegeu em 2002, o PT ainda não tinha sido posto à prova no comando do país. A preocupação de Lula agora é tentar criar uma “imagem” que possa seduzir as crianças de hoje, já que tem plena consciência que não conseguirá convencer os adultos após tanta corrupção no partido.


Lula também está preocupado com a perda de capital político do PT e dele próprio. Em São Paulo, a legenda foi esfacelada, teve o pior resultado eleitoral da história na disputa pelo governo estadual e viu a bancada de deputados federais encolher. “É o maior colégio eleitoral. Outro resultado pífio como o do ano passado sepulta nossas chances eleitorais”, disse um senador do partido, que também pediu anonimato. Em São Paulo, as pessoas são mais esclarecidas e são impactadas mais rapidamente pela ineficiência do governo federal. No nordeste é mais fácil, já que qualquer promessa de melhora seduz os menos instruídos.


Mas mesmo no Nordeste, região responsável pelas vitórias nacionais do PT, a situação está se tornando ainda mais dramática. Na primeira pesquisa de opinião pública do ano, Dilma perdeu prestígio entre os eleitores desses estados. “O Ceará nos deu 80% dos votos, e a avaliação positiva dela agora é de 21%”, confirmou outro senador presente ao encontro. Os nordestinos agora estão tendo mais acesso à internet e tomam conhecimento da corrupção no partido tão rápido quanto as pessoas no sul.


Devido à situação adversa, Lula vai intensificar as viagens pela região para tentar resgatar o prestígio do PT e do governo. Segundo interlocutores palacianos, Dilma e Lula acertaram, desde o encontro que tiveram dois dias antes do carnaval, que essa dobradinha seria feita. Na semana passada, Lula participou de jantar com senadores petistas e tomou café da manhã com peemedebistas. Ele também deve conversar com os movimentos sociais e pretende “investir” nos líderes deste movimentos para tentarem convencer seus seguidores em favor de sua eleição em 2018.


O ex-presidente está indignado pelo fato de Dilma ter sido desmoralizada publicamente por seu Ministro da Fazenda, Fazenda, Joaquim Levy, que a classificou de irresponsável ao usar programas com finalidade eleitoreira no ano passado.

http://dominiodofato.com.br/2015/03/05/lula-confessa-seu-desespero-em-relacao-ao-futuro-do-pt/54914




0 comentários:

Postar um comentário

Followers

Google+ Followers

Leve nosso QR Code

Leve nosso QR Code