quinta-feira, 5 de novembro de 2015

REPORTAGEM-BOMBA DE 'VEJA' REVELA OS "CHAVES DE CADEIA" QUE CERCAM LULA, O FALSO MITO.

http://4.bp.blogspot.com/-7EjlTWoyppo/VjQxZ1DLcnI/AAAAAAAAtMo/iaeHnGRJmIY/s1600/capa-veja-lula-presidia%25CC%2581rio-corruptos.jpg




O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou novos limites para as taxas do crédito consignado, com desconto em folha de pagamento para aposentados e pensionistas do INSS.

Para empréstimo pessoal, o teto passa de 2,14% para 2,34% ao mês.

Já para empréstimos feitos pelo cartão de crédito, vai de 3,06% para 3,36%.

Assim, bancos e financeiras poderão ganhar, ainda mais, nas costas dos velhinhos endividados... 

Sponholz: A cena que os brasileiros querem ver!

http://3.bp.blogspot.com/-JFcDQfZUw6I/VjLISblgD3I/AAAAAAAAtL0/8iOwWGLrYyg/s400/spon-foto-aguardada.JPG

Relatório do Coaf mostra movimentações milionárias nas contas de Lula, Palocci, Pimentel e Erenice


Um relatório da agência do governo de combate à lavagem de dinheiro revela que os quatro, entre outros petistas, movimentaram quase meio bilhão de reais em transações com indício de irregularidades.

Há duas semanas, analistas do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, mais conhecido pela sigla Coaf, terminaram o trabalho mais difícil que já fizeram. O Coaf, subordinado oficialmente ao Ministério da Fazenda, é a agência do governo responsável por combater a lavagem de dinheiro no Brasil. Reúne, analisa e compartilha com o Ministério Público e a Polícia Federal informações sobre operações financeiras com suspeita de irregularidades. Naquela sexta-feira, dia 23 de outubro, os analistas do Coaf entregavam à chefia o Relatório de Inteligência Financeira 18.340. Em 32 páginas, eles apresentaram o que lhes foi pedido: todas as transações bancárias, com indícios de irregularidades, envolvendo, entre outros, os quatro principais chefes petistas sob investigação da PF, do Ministério Público e do Congresso.
image007.jpg@01D113BD.D11B77C0
Brasil 31.10.15 06:53
Lula, o milionário, movimentou 52,3 milhões de reais.
Isso inclui os depósitos em suas contas bancárias e os investimentos na Brasilprev.
Ficou de fora do cálculo da Coaf seu patrimônio imobiliário, que está em nome de laranjas.
Ficou de fora também o lucro exorbitante do Instituto Lula.
Não há como apurar o enriquecimento de Lula sem esquadrinhar as contas de sua principal empresa.
Brasil 31.10.15 07:48
O Coaf não pescou apenas os 52,3 milhões de reais de Lula.
Ele pescou também um depósito de Lula na conta da Coskin Assessoria e Consultoria.
Essa empresa, informa a Época, pertence a Fernando Bittar e sua mulher, e foi ela que comprou a fazenda de Lula em Atibaia. Aquela mesma fazenda que a OAS reformou.
Lula, em sua fazenda, produz laranjas.

https://oantagonista.s3.amazonaws.com/uploads%2F1446285311185-Schermata+2015-10-31+alle+07.35.28.png
A fazenda de Lula registrada em nome de Bittar

http://www.metropoles.com/wp-content/uploads/2015/09/charge_lula_cunha-840x577.jpg





Os deputados Alexandre Baldy (PSDB-GO) e Miguel Haddad (PSDB-SP) entram na CPI do BNDES com requerimentos de convocação do de Marco Aurélio Garcia, aspone para assuntos internacionais aleatórios de Lula e agora de Dilma. O conhecido “Top Top” é suspeito de tráfico de influência na concessão de crédito do banco de fomento do governo federal para o financiamento de ditaduras africanas.


A suspeita é que o BNDES financiou obras em ditaduras, durante os governos do PT, porque nesses países não há órgãos de controle.


Países como Cuba, no Caribe, e ditaduras africanas não têm ministério público, tampouco tribunais de contas e auditores fiscalizando obras.


O dinheiro não era fiscalizado nas ditaduras financiadas, nem no Brasil: o BNDES negava acesso aos contratos até mesmo ao TCU.


O presidente da CPI dos Fundos de Pensão, Efraim Filho (DEM-PB), diz que a comissão comprova tese do juiz Sérgio Moro: “A Lava Jato é maior que a Petrobras”. E cita a participação da Engevix e Sete Brasil.


A Sete Brasil foi alavancada com recursos de três fundos de pensão: Petrobras, Funcef e Previ. A empresa recebeu R$ 3 bilhões, mas o prejuízo ficou com os aposentados dos fundos.


image


O pixuleco capitalista do petista Marco Maia: apto de R$ 2,5 milhões em Miami.

http://2.bp.blogspot.com/-kpw4YD60_yk/VjQordUnPXI/AAAAAAAAkMM/oL3-CXF_oD8/s400/a1.jpeg.png
(Da Veja) As histórias mais comuns de corrupção normalmente envolvem a parceria de um empresário ganancioso com um político desonesto. O primeiro é agraciado com contratos públicos milionários. Em troca, distribui recompensas como malas de dinheiro, carros importados, imóveis de luxo. No rastro da Operação Lava-Jato, a Polícia Federal descobriu que um grupo de petistas montou um esquema de negócios escusos no Ministério do Planejamento. O padrão era o mesmo do petrolão.

Em troca da assinatura de um contrato vultoso, a empresa repassava parte do valor recebido para o PT. Seguindo o dinheiro, os policiais e procuradores identificaram quem arrecadava e quem recebia a propina. Chegaram então a figurões do PT beneficiados pelo dinheiro sujo na forma de financiamento de campanha eleitoral, presentes e regalias, entre elas o direito de usufruto de um apartamento em Miami. Chamou a atenção dos investigadores esse imóvel de alto padrão fincado no belíssimo litoral da capital hispânica dos EUA, refúgio de fortunas honestas e desonestas.

A história do apartamento em Miami começou a ser contada em agosto passado, quando a Polícia Federal prendeu Alexandre Romano, ex-verea­dor petista de Americana, no interior de São Paulo. Romano atende pelo apelido de Chambinho. De apenas um contrato milionário dado pelo Ministério do Planejamento à empresa de informática Consist, foram desviados 50 milhões de reais. Chambinho cuidava da distribuição da bolada. 

Como era praxe, João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, ficava com fatias gordas. A polícia calcula que Vaccari tenha recebido do esquema cerca de 10 milhões de reais. Parte considerável do dinheiro desviado beneficiou também a senadora Gleisi Hoffmann, ex-ministra da Casa Civil (PT-PR), e o marido dela, Paulo Ber­nardo, ex-ministro do Planejamento no governo Dilma. 

VEJA revelou que a escritura do apartamento em Miami estava entre o material reunido pelos policiais na apuração do caso Consist. A revista descobriu ainda que Marco Maia (PT-RS), ex-presidente da Câmara dos Deputados, passou férias no imóvel hoje sob suspeita. Maia afirmou a VEJA que, a convite de Chambinho, se hospedou no apartamento por dez dias, mas "uma única vez".

Depois do depoimento do ex-vereador Chambinho à polícia, o apartamento de Miami ganhou enorme relevância na investigação. Em depoimento prestado aos investigadores no curso das negociações para fechar um acordo de delação premiada, o ex-vereador disse que o apartamento está registrado em nome de uma empresa aberta por ele na Flórida, mas que Marco Maia é o verdadeiro dono do imóvel, comprado por 671000 dólares (2,5 milhões de reais no câmbio da semana passada). 

Se se confirmar a revelação feita aos policiais, além de coletor e distribuidor de propinas, Chambinho - que tem em seu nome um segundo apartamento no mesmo condomínio - se prestava ao papel de "laranja" de luxo.

O apartamento sob investigação tem 164 metros quadrados, fica na South Tower at The Point - e conta com três quartos e dois banheiros. O prédio faz parte de um condomínio de cinco edifícios situado a poucos metros da praia e proporciona aos condôminos o uso de uma marina e de um spa. Os investigadores já tinham indícios de que Chambinho fala a verdade sobre a propriedade do imóvel em Miami. 

A polícia sabe, por exemplo, que a decoração do apartamento que o ex-vereador diz pertencer a Marco Maia foi feita sob orientação da mulher do deputado. Por decisão do Supremo Tribunal Federal, que não encontrou conexão do caso Consist com o petrolão, a investigação saiu da alçada do juiz Sergio Moro, em Curitiba, e agora corre na Justiça Federal de São Paulo. A parte relativa aos políticos com foro privilegiado será remetida ao STF, a cujos ministros, em última instância, Marco Maia deverá se explicar.


http://www.luizberto.com/wp-content/uploads/2015/10/AUTO_amarildo30.jpg

30 de outubro de 2015

Em ranking com 64 países, Brasil fica entre os cinco piores do mundo para os jovens

O país só ficou à frente de quatro nações africanas.

por Marlos Ápyus | Tópicos jovens

O norte do estudo do Youthoconomis são as perspectivas econômicas para jovens abaixo dos 25 anos. Para isso, se vale de 59 indicadores como saúde, educação, emprego e política. Na 60ª posição, o Brasil só ficou à frente de Uganda, Mali, África e Costa do Marfim. No outro lado da lista, nações europeias como Noruega, Suíça, Dinamarca, Suécia e Holanda.
Foto: Eugenio Hansen
Foto: Eugenio Hansen

Mas não se trata de um problema geofráfico. O quase vizinho Chile ficou na 24ª colocação. E a sempre rival Argentina, em 43º lugar.
Curiosamente, o indicador em que o Brasil menos fez feio referia-se ao otimismo. Por alguma lavagem cerebral mal explicada, a juventude brasileira não percebe o buraco em que se encontra e sobe para 32º neste ranking específico.
http://www.luizberto.com/wp-content/uploads/2015/10/AUTO_pater24.jpg

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

http://www.luizberto.com/wp-content/themes/curved-10/images/colunistas/carta.jpg
MAGNO BEZERRA DOS SANTOS – CHICAGO-ILLINOIS-EUA
Prezado Berto:
Penso que todos nós temos, ao longo da vida, momentos de reflexão sobre a nossa própria. Por exemplo, quando nos formamos, nos casamos, temos filhos, quando eles se formam, se casam, e assim por diante, enfrentamos um desses momentos de “repensar tudo que fizemos, o que estamos fazendo e que fizeram conosco”. Pelo menos é isso que acontece comigo.
Atualmente penso nas circunstâncias que levaram meu País a esse descalabro moral que campeia em todos os escaninhos, visíveis ou escondidos, desse nosso miserável e repugnante governo. E aí vem a questão: nossos políticos foram eleitos pelo povo, eles fizeram e continuam fazendo as leis, nossos juizes foram todos formados em nossas Faculdades de Direito e, presumivelmente, todos querem o bem e o progresso do País, uma sociedade decente, um governo justo e uma chance de vencer na vida.
Ontem, aqui em Chicago, aconteceu um desses fatos que nutrem essas “horas de repensar” a vida: um determinado cidadão foi intimado (e não “convidado”) a comparecer a um tribunal federal, explicar-se perante um Juiz e ficar impossibilitado de sair da cidade até receber sua sentença final, que vai variar de 6 meses a 5 anos de prisão. Bem, isso seria apenas uma atividade corriqueira, não?
Bem, para nós brasileiros, nem tanto: o caso em questão refere-se ao sr. Dennis Hastert, um homem de 73 anos de idade, que até a última legislatura era o Presidente da Camara dos Deputados dos Estados Unidos, o terceiro homem na hierarquia política do País (o Eduardo Cunha daqui). E qual o delito praticado por tal cidadão?
Bem, quando ainda era Deputado, o sr. Hastert se envolveu com um jovem de uma maneira, digamos, não recomendável pelos critérios de decência. Para abafar o caso, efetuou vários pagamentos para alguém ligado ao rapaz. O caso é que aqui nos Estados Unidos quando há saques continuados de dinheiro acima de US$ 10 mil o Banco acende uma luz amarela e informa o FBI (a Polícia Federal americana) de que algo pode estar acontecendo.
Assim que soube que estava sob observação, o sr. Hastert continuou a fazer saques continuados, mas em valores inferiores aos 10 mil dólares para não cair nos radares do Banco, o que levantou ainda mais suspeitas. O FBI já havia rastreado mais de 3.5 milhões de dólares saídos de sua conta bancária. Houve uma intimação para que se explicasse, e o sr. Hastert mentiu à Polícia, negando que esse dinheiro fosse o que se chama de “hush-money”, termo que equivale a “dinheiro para fechar o bico”. Ou seja, seu crime foi falar uma mentira.
Pois bem, dito cidadão, até pouco tempo atrás um dos mais poderosos homens do país mais poderoso do mundo, foi obrigado a fazer um acordo com os Produradores federais para não pegar uma pena mais pesada pela sua mentira. E não tenhamos nenhuma dúvida: vai para a cadeia mesmo (aliás, é bom lembrar que um ex-Governador do estado de Illinois está na cadeia, cumprindo uma pena de 8 anos por ter aceito um suborno de 220 mil dólares, dinheiro que no Brasil mal dá para um pixuleco ao porteiro do edifício da sub-secretaria de um Ministério de terceiro escalão).
A comparação com nosso País é vergonhosa. Não preciso fazê-la, pois sei que é sobejo e desleal tal procedimento. Deixo isso para a consciência de quantos brasileiros honestos tenham acesso a essa informação.
Aqui vai a foto de Sua Excelência na chegada do tribunal.
Um grande abraço,
Hastert
R. Que coisa horrível… Que foto estranha… Uma otoridade indo pro tribunal sob vara.
E o Dr. Sérgio Moro quer trazer este péssimo e estranho costume aqui pra Banânia…
Agora, falando sério, me diga uma coisa: e o Obama não vai reclamar da Justiça Federal, do FBI e do Ministério Público Federal aí dos Zistados Zunidos?
Será que Obama não vai dar ordens ao seu Ministro da Justiça pra cobrar explicações e perguntar porque o FBI fez isso com esta autoridade?
Assim feito Lula deu ordens pra Zé Eduardo Cardoso cobrar explicações da nossa Polícia Federal pelo fato de ter intimado Lulinhazinho pra depor.
Será que a Casa Branca não vai tomar nenhuma providência???
Você, que vive por aí, bem que poderia me tirar estas dúvidas angustiantes.


https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/v/t1.0-9/12196071_499225180258835_2545632601869616022_n.png?oh=58a29acaa3de08990ad1d0ea2741e285&oe=56B5AA61&__gda__=1454168919_65032952de99e5822f291dc1c92fd0ec


0 comentários:

Postar um comentário

Followers

Google+ Followers

Leve nosso QR Code

Leve nosso QR Code