sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Credibilidade da presidente Dilma Rousseff está sendo posto em seu maior teste até agora. Este, depois de vazamento de uma investigação mostrou que o Partido seus Trabalhadores, conhecido como PT, recebeu subornos e depois usou parte do dinheiro assim obtido para financiar a campanha do partido de 2010, que levou à vitória de Dilma Rousseff nas eleições presidenciais.
Paulo Roberto Costa, ex-CEO da gigante de petróleo do Brasil Petrobras, e Alberto Yousseff, um corretor de moeda, tanto testemunhou que dinheiro desviado da Petrobras foi dado diretamente ao PT. Rousseff, que acredita que o depoimento não deveria ter sido liberado para o público, disse que não tem certeza se a tentativa de fuga tinha sido feito por alguém na esperança de minar suas esperanças de reeleição. Estrategistas da campanha de Dilma terá que elaborar um plano de ação para que ela possa tanto abordar as alegações de corrupção enquanto ainda entregar uma mensagem de vitória. À medida que a onda de protestos públicos em 2013 indicado, o Brasil tem crescido cansado da corrupção política e seu efeito sobre o desenvolvimento do país. Infelizmente para Rousseff, esta não é a primeira vez que o PT - que ocupou a presidência por 12 anos consecutivos - tem sido implicado em um escândalo de grande escala. Mentor e companheiro PT membro do partido de Dilma, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava envolvido em um esquema de compra de votos. O depoimento vazou não poderia vir em pior hora para Rousseff, que pesquisas recentes indicam um par de pontos atrás do adversário Aécio Neves. Com menos de duas semanas antes do segundo turno final, o presidente em exercício tem pouco tempo para dirigir a opinião pública.

Fonte:http://www.presstv.ir/





0 comentários:

Postar um comentário

Followers

Google+ Followers

Leve nosso QR Code

Leve nosso QR Code